Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Entre Voos

A vida também acontece entre voos, entre momentos, entre o ontem e o amanhã. "Entre Voos" é um espaço de sentimentos feitos palavras, onde se espera pela vida como por um voo na sala de um qualquer aeroporto...

Entre Voos

A vida também acontece entre voos, entre momentos, entre o ontem e o amanhã. "Entre Voos" é um espaço de sentimentos feitos palavras, onde se espera pela vida como por um voo na sala de um qualquer aeroporto...

“Só mais cinco minutos, vá lá…”

por Entre Voos, em 18.04.16

 

Acordei… O cheiro a pão acabado de fazer invadiu pacatamente o meu quarto e despertou-me os sentidos. Imiscuiu-se por entre os lençóis que me mantêm quente nesta manhã fria e trouxe-me o adocicado do fermento ainda percetível no odor morno e enfarinhado do pão estaladiço que repousa na máquina que deixei, na véspera, programada para as 6h00. Olho para o telefone e vejo que faltam exatamente onze minutos para as 6h30, hora a que se ouviria uma melodia serena se, entretanto, não tivesse desativado o alarme.

 

Lá fora, os sons da manhã vão preguiçosamente acordando o dia e chegam-me distorcidos, lentos, baços, como se estivesse completamente imerso na água tépida de uma banheira enorme. Coloco os lençóis por cima da cabeça para prolongar essa sensação e, como habitualmente, consigo imaginar-te aqui, onde te encontraria aninhada no meu mundo, sorrindo com um resmungo fingido de “Já é para acordar??”, sorrindo com mimo enquanto me puxarias para ti e pedirias como só os anjos sabem, irrecusavelmente: “Só mais cinco minutos, vá lá…”

 

É nestes momentos de sossego que mais te tenho saudades… não saudades do que fomos, mas saudades de te voltar a conhecer, de te voltar a fazer sorrir como que pela primeira vez, sabes?... Saudades das novas conversas que teríamos, saudades da oportunidade de te cativar o olhar, saudades de entrelaçar distraidamente os meus dedos nos teus, saudades de redescobrir a textura da tua pele naquele toque propositadamente mais demorado, saudades de confirmar a temperatura dos teus lábios ao toque macio dos meus… saudades de sentir contigo tudo aquilo que sinto… saudades de acontecermos, todos os dias, pela primeira vez…

 

Acordei… Mas está bem, vou ficar aqui deitado mais cinco minutos, abraçado a ti, a acariciar o teu cabelo longo, imerso no perfume que deixaste gravado de forma indelével na minha pele… Beijo-te com ternura em cada pálpebra tua, enquanto me deixo embalar pelos silêncios que trocamos e confesso, num suspiro, toda a saudade que me fazes sentir...

 

Licença Creative Commons

Direitos

Licença Creative Commons
Os textos de Entre Voos disponíveis em http://entrevoos.blogs.sapo.pt/ estão disponíveis com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Favoritos